Vigilantes do Itamaraty paralisam atividades por salários e direitos

Na manhã desta quinta-feira (16), mais de 50 vigilantes terceirizados da empresa Sitran, que prestam serviço no  Itamaraty, paralisaram as atividades para reivindicar o pagamentos dos salários atrasados.

De acordo com os trabalhadores, a empresa de segurança privada tem atrasado constantemente os salários. “Eles já estão há 11 dias sem receber o ticket, o vale transporte e o principal, que é o salário”, afirma José Maria de Oliveira, diretor do Sindicato dos Vigilantes. O sindicalista informou que cerca de 100 trabalhadores são prejudicados pela falta do pagamento.

O deputado distrital Chico Vigilante espera que o Itamaraty puna a empresa contratada pelo descumprimento da legislação trabalhista. “O Itamaraty precisa tomar as providências necessárias contra essa empresa por descumprimento da lei, já que determina que o pagamento deve ser efetuado até quinto dia útil do mês”, cobrou o parlamentar. Vigilante também é diretor da Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV).

Negociações

Com a paralisação, a empresa Sitran conversou com o Sindicato e acertou o pagamento dos trabalhadores.