Vigilantes demitidos da Biblioteca Demonstrativa serão readmitidos

A demissão de oito profissionais de vigilância que atuavam na Biblioteca Demonstrativa de Brasília foram revertidas após encontro entre o  Sindicato dos Vigilantes e o ministro da Cultura, Juca Ferreira, ocorrido nesta quarta-feira (17)

O encontro foi intermediado pelo deputado distrital Chico Vigilante (PT), que pediu ao ministro para que os gestores do contrato exigissem que a empresa prestadora do serviço cumprisse a convenção coletiva da categoria. O acordo determina à empresa ganhadora da licitação que mantenha os mesmos trabalhadores que já ocupavam os postos.

Os representantes do sindicato ponderaram que muitos dos trabalhadores já atuavam na vigilância da biblioteca há mais de 20 anos e, com isso, estavam perto da aposentadoria. Com a possibilidade de perder o emprego, seria difícil que alguma empresa os contratassem, por conta da idade avançada para os padrões do mercado atual.

Assim que soube da situação arbitraria, o ministro  ordenou que o gestor dos contratos negociasse com a empresa para recontratar os demitidos. “Os gestores do contrato têm que ter jogo de cintura para saber negociar e evitar demissões”, ponderou Ferreira.

“O ministro demostrou sensibilidade ao determinar a recontratação destes trabalhadores”, elogiou Vigilante;

O vigilante Leandro Alves comemorou a decisão. “Há oito anos trabalhando na biblioteca, e fomos pegos de surpresa com essas demissões. Todos nós estamos esperançosos com a possibilidade a ser recontratados”.

Por Veronica Soarez