Vigilante denuncia: terceirizadas de limpeza dos hospitais continuam prejudicando trabalhadores

 

O deputado distrital Chico Vigilante (PT) reclamou mais uma vez da situação das trabalhadoras de limpeza e higienização dos hospitais da rede pública de Saúde, que continuam tendo problemas com as empresas terceirizadas contratadas pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para a prestação destes serviços.  Segundo Vigilante, “uma das empresas que ganhou a última licitação, a Ipanema, no primeiro mês já atrasou o ticket alimentação das trabalhadoras”. Ele divulgou que está elaborando um projeto de lei a ser apresentado em breve propondo que, no caso de uma dessas empresas atrasar qualquer tipo de pagamento, o GDF ´possa ter a possibilidade de romper de imediato o contrato e substituí-la por outras do mesmo segmento.

“Estou propondo isso porque o que está acontecendo é uma situação na qual mães de família estão passando fome. A outra empresa, a BRA, que veio de Alagoas e saiu da lista de terceirizadas há dois meses por apresentar vários problemas trabalhistas, ainda não quitou os direitos e indenizações das suas antigas trabalhadoras”, reclamou o parlamentar. Vigilante informou que na próxima quinta-feira (2), será realizada uma reunião às 15h no Ministério Público do Trabalho (MPT) para tratar desse tema. “Portanto, é urgente que a Secretaria de Saúde tome providências. Também pretendo ligar para a governadora para conversar a respeito do caso”, ressaltou.

“Não é possível que uma trabalhadora que limpa o banheiro de um hospital – e a gente sabe a dureza desse serviço – não receba o ticket alimentação a que tem direito para dar o que comer aos seus filhos. E normalmente, essa trabalhadora é empregada de empresas cujos patrões costumam tomar vinhos cujas garrafas custam o preço do seu salário” reclamou o distrital, em tom indignado.

Acompanhe as redes do mandato mais atuante do DF:
facebook.com/chicovigilanteoficial
Instagram.com/chicovigilanteoficial
Twitter.com/Chico_vigilante