Rollemberg convoca reunião que frustra representantes dos trabalhadores

Sem pauta combinada e ignorando o Fórum dos Servidores do DF, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) chamou uma reunião na noite desta quinta-feira (9), com sindicatos para falar sobre os problemas que o Distrito Federal enfrenta. Só que em vez de dialogar com os trabalhadores, Rollemberg praticamente fechou as vias de diálogo sobre a pauta de reivindicações das categorias.

Para o secretário geral da CUT Brasília, o professor Rodrigo Rodrigues, o GDF tentou com essa reunião, desmobilizar e golpear as lutas dos servidores do DF.

“Em vez de nos ouvir e dialogar, o governador reuniu os sindicatos para apresentar desculpas para não resolver o problema geral e nem de nenhuma categoria, não dando oportunidade para falarmos e negociarmos as nossas reivindicações. Foi mais um elemento para se adicionar ao pacote de maldades dos últimos meses contra os servidores públicos do Distrito Federal”, disparou o sindicalista.

Rodrigues também ressaltou que o Fórum dos Servidores Públicos do DF foi desrespeitado, à medida que o GDF tenta criar um fórum próprio.

“O GDF quer criar um fórum próprio para nos desmobilizar e esvaziar, ignorando nossa forma de organização coletiva e nossa pauta comum”, cravou o professor.

No encontro com os sindicalistas, o GDF fez uma exposição sobre as receitas e despesas do DF. Na oportunidade, o secretário da fazenda disse aos trabalhadores que faltam mais de R$ 3,8 bilhões para fechar o ano.

Presidente do Sindicato dos Servidores do Distrito Federal, André Conceição destacou que o GDF pratica terrorismo com as demandas dos trabalhadores e cobrou: “O governo tem de parar de aterrorizar os servidores. Isso está parecendo uma caça às bruxas. Membros do governo têm colocado na mídia que não tem dinheiro para pagar a folha do pessoal porque servidor tem salários muito altos e que somos oportunistas. O que na verdade é uma mentira deslavada. É uma forma de tentar fugir da discussão das reivindicações e de atacar os servidores que lutam por seus direitos”.

O deputado Chico Vigilante se mostrou surpreso com a convocação de uma reunião sem pauta estabelecida. Para ele, “essa é mais uma medida destrambelhada do governo, que mais uma vez, não garante o dialogo efetivo com aqueles, que são o motor da máquina pública. Os Servidores”.

O parlamentar destacou ainda, que “diariamente o Sistema Integrado de Gestão Governamental (SIGGO) mostra que existe dinheiro na conta do GDF. Infelizmente, o que falta é competência da equipe econômica do governo, pois não entende nada do DF”, resumiu o petista.

O líder petista ressaltou que a bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara Legislativa estará de olho em qualquer projeto que traga malefícios para os servidores públicos.

Sem poder mostrar as demandas dos trabalhadores, o  Fórum dos Servidores do DF cobrou a efetiva abertura de diálogo entre trabalhadores e GDF.

“Queremos uma efetiva abertura de diálogo e negociação coletiva, mas em torno da pauta comum dos sindicatos dos servidores, sem misturar as pautas específicas de cada categoria do funcionalismo. Estas cabem ser discutidas por cada sindicato com os órgãos do GDF”, finalizou Rodrigo Rodrigues, coordenador do Fórum.

Marcos Paulo Lima/ Assessoria , com informações da CUT Brasília