PT emite nota sobre a permanência de filiados no governo Rollemberg

Diante da polêmica sobre a permanência de filiados do Partido dos Trabalhadores na atual gestão Rodrigo Rollemberg, o PT emitiu uma nota para esclarecer o assunto.  De acordo com o texto da nota, a resolução aprovada no mês de abril, o diretório decidiu permanecer na oposição ao governo.

Desde o início do ano, o deputado Chico Vigilante manifestou a sua posição de oposição ao governo Rollemberg, pois, segundo ele, foi a maioria dos eleitores do Distrito Federal que escolheu que o Partido fosse para a oposição.

Mesmo assim, o deputado pontuou que: “Tanto o PT quanto outros partidos têm funcionários de carreira, técnicos altamente qualificados pelo país afora. Qualquer governo que queira o mínimo de organização, sem paralisação, chama tais técnicos. Eles não podem ser proibidos de trabalhar por serem de determinado partido. Não existe nenhuma orientação para que petistas façam parte do governo Rollemberg, mas não podemos proibir que funcionários trabalhem porque são petistas. Essa história de que têm muitos petistas no governo é falácia”.

 

Leia a nota na íntegra

 

NOTA DO PT/DF
A propósito dos últimos acontecimentos políticos ocorridos no Distrito Federal, nos quais tentam envolver o Partido dos Trabalhadores, temos os seguintes esclarecimentos a fazer:
1. O PT, em resolução aprovada pelo seu diretório em abril, decidiu permanecer na oposição ao governo atual;
2. Os filiados ao partido que porventura tenham permanecido nomeados no governo ou que tenham sido nomeados posteriormente, estão automaticamente afastados do PT;
3. Portanto, podemos afirmar categoricamente que nesse momento não existem filiados ao partido nomeados no Governo do Distrito Federal.

 

Roberto Policarpo
Presidente do PT