Nota: Prorrogação do Estado de Emergência na Saúde Pública

O Diário Oficial publicou nesta sexta-feira, 17 de julho, decreto do governador Rollemberg prorrogando por mais 180 dias a situação de emergência no âmbito da Saúde Pública do Distrito Federal.

Na verdade, o governador deveria ter decretado Estado de Calamidade Pública na Saúde do DF devido à tamanha incompetência e falta de habilidade do secretário João Batista de Sousa à frente da pasta.

Em janeiro, o governador alegou que o motivo do decreto era o desabastecimento de medicamentos e materiais na rede pública. Ora, passados seis meses desde a publicação, ao invés de melhorar, a situação só piora.

A realidade da saúde pública no DF nos dias de hoje é caótica.

O mais grave é que, mesmo com esta situação e com dinheiro em caixa, o Governo não compra os medicamentos que estão faltando nos hospitais.

Isto é zombar da população brasiliense.

Por causa dessa falta de atenção é que a saúde pública está nessa situação aterrorizante, faltando, além de medicamentos, leitos de UTI. Isso, sem contar a verdadeira epidemia da superbactéria KPC que se instalou nos hospitais da cidade.

O governador deveria, em sinal de respeito aos seus cidadãos e de que quer modificar essa situação calamitosa, tomar uma atitude e exonerar de imediato o secretário de saúde, que não tem mais autoridade alguma para guiar os rumos da Saúde Pública do DF.

 

 

Brasília-DF, 17 de julho de 2015

 

Deputado CHICO VIGILANTE

 

Líder do Partido dos Trabalhadores – PT/DF

Assuntos Relacionados