NOTA- O caos na saúde e o descumprimento da Constituição Federal

Durante o final de semana, morreram quatro pessoas no Hospital Regional de Taguatinga. Elas foram vítimas de bactérias contraídas no próprio Hospital. Paralelamente a isso, as filas nos hospitais aumentam assustadoramente. Em muitos casos, as pessoas precisam voltar para casa, porque não conseguem ser atendidas. Em outros, têm de procurar outro hospital.

 

Isso tem uma explicação. Segundo o Relatório de Execução Orçamentária do 2º bimestre, o Distrito Federal deveria ter aplicado em serviços de saúde, no mínimo, o valor de R$ 598.164.578,54 das receitas arredadas até esse período.

 

No entanto, segundo o mesmo relatório, o Governo Rollemberg só liquidou R$ 305.604.474,38. Faltou aplicar R$ 292.560.104,16. Ou seja, ele só liquidou, em 4 meses, metade dos recursos que a Constituição manda aplicar na saúde.

 

Isso explica, em parte, a situação da saúde no Distrito Federal, que se agrava a cada dia. É doloroso assistir o drama das pessoas nos hospitais, sem atendimento. E o Governador, que disse faltar gestão no Governo anterior, mostra que não sabe administrar absolutamente nada.

 

Todos os serviços públicos têm piorado. E o Governador Rollemberg não sabe o que fazer. Sequer consegue aplicar o mínimo de recursos exigidos na saúde.

 

Até agora o Senhor Rollemberg não mostrou serviço. Está na hora de encerrar a chamada “lua de mel”, arregaçar as mangas e, de fato, trabalhar pela cidade, a começar pela reforma de seu secretariado.

 

Deputado Chico Vigilante – PTDF