Lula, estamos com você

Os sinais estavam claros. Sempre estiveram. O alvo da República de Curitiba, formada pelo juiz Sérgio Moro, pela grande mídia e setores do Ministério Público e da Polícia Federal mancomunados com a oposição, sempre foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O enredo, não fugiu ao padrão adotado na Operação Lava Jato desde seu início e alcançou o ápice nesta manhã com a condução coercitiva de Lula para depoimento à Justiça.

Se era para ouvir Lula, que o notificassem. Ele sempre esteve à disposição da Justiça para prestar os devidos esclarecimentos. Praticaram uma grande violência contra ele e tudo o que representa para o País.

Os objetivos são claros. Querem inviabilizar seu retorno à Presidência da República para impedir a continuidade do projeto que tirou milhões de pessoas do mapa da miséria e da fome no Brasil.

Para tanto, não titubeiam em lançar mão de vazamentos de delações negadas pelos autores, pressões, chantagens e todo tipo de subterfúgios que subsidiam, há messes, ataques mentirosos contra Lula, a presidenta Dilma Rousseff e o Partido dos Trabalhadores.

Para a mídia, a pauta de hoje estava pronta há dias, como confirma o aparato de jornalista que amanheceu de plantão na porta do prédio de Lula em São Bernardo (SP). Como em 1964, a imprensa golpista se deixa usar por aqueles que querem forjar uma mudança radical na história do País.

A alta da Bovespa e a queda do dólar, na véspera, também são demonstrações de que o circo estava armado com o apoio e conhecimento prévio da elite reacionária de São Paulo.

Vivemos tempos difíceis. Tempos de dois pesos e duas medidas.

O líder da oposição, senador Aécio Neves (PSDB-MG), é citado em três delações sem sofrer nenhuma investigação.

Ele foi acusado de ser o criador  do Mensalão em Furnas pelo doleiro Alberto Youssef. Também é apontado como receptador de um terço da propina extraída da estatal, segundo depoimento do lobista Fernando Moura. Além disso, foi acusado de ser cobrador de propinas pelo entregador de recursos conhecido como Ceará.

Por outro lado, ao mesmo tempo em que investigam Lula por palestras ministradas fora do governo, como se isso fosse algum crime, fecham os olhos em relação ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

O tucano enviou recursos ao exterior, por meios ilegais, com uso de paraísos fiscais, para manter a amante Mirian Dutra, como ela mesma revelou em recente entrevista, só para citar um caso.

Não há contestação. O alvo é Lula. Sempre foi.

Mas o povo está atento. Não vamos aceitar mais essa tentativa de golpe e iremos às ruas com toda nossa militância defender o maior líder político que o Brasil já teve.

Lula, estamos com você!

Chico Vigilante
Deputado Distrital do PT

Assuntos Relacionados