Em mais um ataque, Rollemberg quer suspender licença-prêmio de servidores

A tentativa de casassao direitos dos servidores tem sido uma constante nestes oito meses de gestão Rodrigo Rollemberg (PSB). Desta vez, a “falta de dinheiro” propagada pelo governo fez suspender os pagamentos de licenças-prêmio dos funcionários públicos do DF.

Para entender: Atualmente, as pessoas que não tiram esta licença-prêmio, recebem um valor em dinheiro quando vão se aposentar. Essa medida atinge professores, profissionais da saúde e demais servidores do GDF que já se aposentaram, além daqueles que ainda vão se aposentar.

A atitude governamental veio através de ofício enviado pela Câmara de Governança Orçamentária, Financeira e Corporativa do Distrito Federal, endereçado ao secretário de gestão administrativa e desburocratização do DF, Antônio Paulo Voguel. No ofício, o grupo afirma que o DF vive sérias dificuldades financeiras devido a queda da atividade econômica do País.

Para o líder do PT na Câmara Legislativa, deputado Chico Vigilante, o governador Rodrigo Rollemberg tem grande culpa no desaquecimento da economia local.

“O governo não funciona, não libera os alvarás, parou todas as obras e consequentemente, desaqueceu a economia e a arrecadação de impostos”, disparou.

Chico denunciou que desde o primeiro momento, avisou que a paralisação das obras do governo geraria um efeito nocivo na economia local. O parlamentar também relembrou um trecho do discurso de Rollemberg durante a campanha eleitoral que dizia: “Dinheiro tem, o que falta é gestão”. Chico Vigilante contra-atacou este discurso afirmando: “Dinheiro tem, o problema é a incompetência dele (governador).

Defendendo o lado dos trabalhadores, Chico Vigilante subiu o tom. “Esta é mais uma manobra do governo Rollemberg que só sabe arrochar servidor”.

Ano difícil para os trabalhadores – No ínicio do mandato, os trabalhadores vinculados ao GDF sofreram com atrasos de salários com a justificativa de não havia dinheiro. Entretanto, a “falácia” foi logo desmentida pelo TCDF. Além disso, um projeto de lei enviado pelo executivo à CLDF, visava abrir o capital das empresas públicas do DF, prejudicando assim os servidores, e entregando o patrimônio público para a iniciativa privada.

Nossos educadores também sofreram com o desgoverno do PSB no DF. No início deste mês, a secretaria de educação atrasou o 13º salários dos professores (relembre aqui). O direito é pago geralmente na data de aniversário dos servidores.

O mandato popular de Chico Vigilante também está atento as sinalizações do governo referentes ao atraso no pagamento dos servidores a partir de Outubro e a qualquer medida que retire direitos e conquistas dos servidores públicos do DF.

Caixa do GDF – Para se ter uma ideia, na ultima terça-feira (21), o saldo das contas do GDF atingia a marca de mais de 1 bilhão e 600 milhões de reais. Os dados são retirados do Sistema Integrado de Gestão Governamental (Siggo), e são expostos constantemente para a população, no site de Chico Vigilante (http://www.chicovigilante.com.br/pagina/saldo).

Por Marcos Paulo Lima/ Assessoria

Crédito da foto: Breno Fortes/ CB/DA Press