Em ano de Olimpíadas, Rollemberg reduz Bolsa Atleta em 50%

Na contramão do esporte nacional, o GDF cortou os recursos destinados aos atletas da cidade. Um levantamento do deputado Chico Vigilante (PT) concluiu que o valor empenhado para concessão do programa Bolsa Atleta, incentivo aos esportistas de alto rendimento, caiu pela metade em 2016.

Depois de ter um avanço expressivo ao longo dos últimos três anos, a Secretaria de Esporte mostra que o orçamento autorizado do Bolsa foi drásticamente reduzido. Por exemplo, em 2013 foram gastos R$ 726 mil.  Já em 2014, o valor subiu para R$ 1,3 milhão. Seguindo o ano anterior, em 2015 foram destinados R$ 1,5 milhão.

Este ano, entretanto,  a dotação autorizada  foi de apenas R$ 805 mil. Destes, foram gastos somente R$ 131 mil.

“É absurdo. Em Pleno ano Olímpico no Brasil, o maior evento esportivo do mundo, o governo diminuir o investimento em nossos atletas”, protestou Vigilante.

“O governo deveria aumentar o incentivo ao esporte”, concluiu o deputado.

 

De acordo com informações da Secretaria de Esporte, atualmente, o programa atende atualmente 217 atletas de diversas modalidades esportivas. Dos quais, 121 são atletas paraolímpicos e 96 convencionais.