“DF não pode cobrar estacionamento em área pública nesse momento”, reclama Chico Vigilante

O deputado distrital Chico Vigilante (PT) reclamou, hoje (22), da decisão do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, de colocar em vigor uma lei distrital de 2004, que justamente ficou parada por conta da confusão que foi feita na época. A lei versa sobre a cobrança de estacionamentos em áreas públicas de Brasília e Regiões Administrativas e objetiva cobrar estacionamentos em áreas públicas de Brasília. “O edital saiu hoje, falando sobre os estudos para implementação da norma, inclusive com a possibilidade de concessão para que empresas privadas explorem cada estacionamento”, afirmou ele.

Vigilante questionou ao Executivo local: “Será que é correto implementar essa legislação num momento como esse, de empobrecimento da classe média, em que os demais trabalhadores, o pequeno e médio comerciante, todos passam pelo maior aperto? É este o momento ideal de se passar a cobrar estacionamento?”. De acordo com o parlamentar, !”vale uma reflexão, porque essa cobrança não pode ser iniciada agora”.

O distrital também destacou que como se não bastasse a própria decisão de publicar edital a respeito, um  item que não está na lei e consta no edital diz que a concessionária que administrar o estacionamento não terá qualquer responsabilidade com os carros. “É um negócio absurdo e inaceitável. Ainda mais no DF, que tem um transporte público de passageiros cheio de deficiências”, reclamou.

Veja, abaixo, vídeo com a fala completa de Chico Vigilante:

https://web.whatsapp.com/

 

Acompanhe as redes do mandato mais atuante do DF:

facebook.com/chicovigilanteoficial
Instagram.com/chicovigilanteoficial
Twitter.com/Chico_vigilante