Depois do calote, Governo não tem dinheiro para pagar salários de novembro

Mais cedo, o secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio, anunciou que ainda faltam 76 milhões de reais nos cofres do Governo do Distrito Federal para fechar a folha de pagamento do mês de novembro dos servidores públicos. E o pior, pede compreensão e paciência ao servidor público.

Ou seja, depois de receberem a notícia do calote nos reajustes, agora, os servidores podem ficar sem receber o salário e devem esperar com parcimônia?

Isso é inaceitável. É uma situação gravíssima que demonstra, efetivamente, o completo descontrole do Governo do Distrito Federal na gestão das contas públicas.

O curioso é que, é esse o mesmo governo que reclama da falta de dinheiro, mas que foi o responsável direto pela suspensão de uma fonte de recursos extras aos cofres do GDF.

Cabe lembrar que, no ano de 2014, ainda no Governo Agnelo Queiroz, nós aprovamos a criação do Fundo Especial da Dívida Ativa (Fedat) que autorizava o GDF a vender títulos da dívida ativa para reforçar o caixa do governo. De acordo com estimativas da época, poderiam ser arrecadados cerca de 5 bilhões de reais aos cofres do Distrito Federal.

O que fez Rodrigo Rollemberg? Antes mesmo de assumir, conseguiu impedir a implantação do Fedat junto ao MPDFT e ao TCU. Hoje, o Governador prova do próprio veneno.

Portanto, é inacreditável o governo vir a público pedir paciência neste momento, pois, não há como os servidores pedirem igual paciência à CEB, à Caesb, às empresas de telefonia e aos proprietários das casas alugadas em virtude da incompetência e da falta de gestão do GDF.

Deputado CHICO VIGILANTE, PT-DF

Assuntos Relacionados