Chico Vigilante repudia destaque da mídia ao ‘panelaço’

Do Brasil 247

O deputado distrital Chico Vigilante (PT) repudiou o destaque dado pela imprensa ao ‘panelaço’ contra a presidente Dilma Rousseff nessa quarta-feira (3), quando a presidente, em cadeia nacional de rádio e TV, convocou todos os brasileiros para que se engajem no que chamou de “luta urgente” contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus Zika (leia aqui).

Segundo o parlamentar, “a onda de ódio insuflada pela direita contra a presidente Dilma e o PT não tem limites e causa pavor a cada uma de suas manifestações reacionárias”. “A grande imprensa brasileira no lugar de publicar questões importantes como o interesse do governo brasileiro em desenvolver uma vacina contra a dengue e a zika preferiu dar destaque a notícias sobre panelaços que ocorreram – obviamente – em bairros de classe alta, de cidades como São Paulo, Rio, Curitiba, BH e Brasília”, disse o deputado em nota.

“A mensagem desta elite perversa é que não importa o quão importante seja a missão da presidente Dilma para salvar vidas. Para eles o mais importante é fazer parecer que ela está sempre errada. Certamente vão dizer que a culpa do surgimento da dengue e da zika também é dela”, criticou ele.

Ainda no texto, o parlamentar disse que “o governo faz a sua parte e está colocando todos os recursos necessários nesta luta em defesa da vida, buscando, inclusive, parcerias com laboratórios internacionais para que a vacina contra o vírus seja desenvolvida o mais rápido possível”.

“Até que ponto vai a intolerância desta elite preconceituosa, que mesmo quando convocada para uma missão tão nobre como preservar vidas, preferem bater panelas contra a figura da Presidente da República e seu recado?”, questionou. “Deixo aqui o meu mais veemente protesto, em nome de todos os brasileiros, contra esses inimigos da Nação, amigos do mosquito da dengue e da zika, doença contra a qual a Organização Mundial da Saúde- OMS está se mobilizando no mundo inteiro”.

Leia a íntegra da nota:

A onda de ódio insuflada pela direita contra a presidente Dilma e o PT não tem limites e causa pavor a cada uma de suas manifestações reacionárias.

A grande imprensa brasileira no lugar de publicar questões importantes como o interesse do governo brasileiro em desenvolver uma vacina contra a dengue e a zika preferiu dar destaque a notícias sobre panelaços que ocorreram – obviamente – em bairros de classe alta, de cidades como São Paulo, Rio, Curitiba, BH e Brasília.

Veículos como a Folha de São Paulo e o UOL – cuja trajetória não nos assusta mais – ao invés de participar dos esforços da presidente Dilma que em cadeia nacional de televisão conclamou a população a entrar na luta contra o mosquito, preferiu dar destaque as manifestações de uma classe média preconceituosa e arrogante.

Qual é o recado daqueles que preferiram bater panelas enquanto a presidente Dilma instruia a cada um de nós como impedir o avanço da dengue e da zika, uma vez que mais de 2/3 das larvas e dos mosquitos se encontram dentro de nossas próprias casas?

A mensagem desta elite perversa é que não importa o quão importante seja a missão da presidente Dilma para salvar vidas. Para eles o mais importante é fazer parecer que ela está sempre errada. Certamente vão dizer que a culpa do surgimento da dengue e da zika também é dela.

A presidente Dilma foi objetiva e clara : O mosquito pode estar na sua casa, na casa de seu vizinho, em garrafas, em pneus, em baldes, em água parada, limpa ou suja. Cabe a cada brasileiro, enquanto não desenvolvemos a vacina, já em andamento, impedir que o mosquito se prolifere.

Ou seja, para vencer esta luta, basta que nós brasileiros impeçamos a reprodução do transmissor das doenças. Para isso o cuidado deve ser eficiente e contínuo.

O governo faz a sua parte e está colocando todos os recursos necessários nesta luta em defesa da vida, buscando, inclusive, parcerias com laboratórios internacionais para que a vacina contra o vírus seja desenvolvida o mais rápido possível.

Até que ponto vai a intolerância desta elite preconceituosa, que mesmo quando convocada para uma missão tão nobre como preservar vidas, preferem bater panelas contra a figura da Presidente da República e seu recado?

Deixo aqui o meu mais veemente protesto, em nome de todos os brasileiros, contra esses inimigos da Nação, amigos do mosquito da dengue e da zika, doença contra a qual a Organização Mundial da Saúde- OMS está se mobilizando no mundo inteiro.

Os participantes do panelaço contra a mensagem de Dilma para salvar o país da dengue e da zika vivem mergulhados nessa imensa onda de ódio e intolerância sem limites que os transforma em pessoas sem discernimento, praticamente animais irracionais.