Chico Vigilante denuncia falta de medicamentos nos postos de saúde do DF

Cinco meses após o governador Rodrigo Rollemberg assumir o  governo, a rede de saúde pública enfrenta um caos nunca visto na história do Distrito Federal. Mais uma vez, o deputado Chico Vigilante, líder da bancada do PT, usou o espaço do comunicado de líderes para denunciar o descaso com a saúde no DF. No levantamento feito pelo deputado, além dos medicamentos, a rede está deixando de fazer, inclusive, exames fundamentais para detectar algumas doenças por falta de reagentes. Até mesmo o exame feito para detectar a dengue está suspenso em toda a rede. Até agora, a Secretaria de Saúde gastou apenas 0,6% do montante previsto aquisição de medicamentos.

 

O deputado aproveitou para questionar a conduta do promotor de justiça, Dr. Jairo Bisol, que durante uma entrevista a uma rede de TV, teria assumido o mesmo discurso do governo Rollemberg, de colocar a culpa na gestão passada. “Fiquei espantado de ver o promotor de saúde, que era muito diligente na época dos outros governos, assumir o papel de porta voz do atual governador, quando ele diz que a culpa era da gestão anterior”, destacou.  “Quero dizer para o promotor Jairo Bisol, para o governador e para a população que está me assistindo que a culpa é exatamente do secretário de Saúde do Distrito Federal”, pontuou.

 

Baseado nos dados do SIGGO, o parlamentar relatou que o caixa do fundo de saúde é de R$ 443 milhões para ser usado na aquisição de medicamentos. “Até agora, do recurso que foi destinado pelo Ministério da Saúde, para o fundo de saúde, para as compras emergenciais, inclusive de medicamentos, eles não tiveram a capacidade de fazer a aquisição dos materiais que estão faltando. Na verdade, gastaram 0,6%; menos de 1% do dinheiro que tem lá para ser gasto. Portanto, é gravíssima a situação da saúde”, relatou.

 

Apesar da falta de medicamentos, boa parte dos recursos, estão aplicados em instituições financeiras. Chico também relatou a visita que ele fez à alguns postos de saúde de Ceilândia, onde foi constatado que até mesmo dipirona está faltando. “Portanto, dinheiro existe. O governador Rollemberg dizia, quando era candidato, que dinheiro tinha, mas faltava gestão. E eu agora repito: dinheiro tem, falta gestão e falta vergonha na cúpula da Secretaria de Saúde do DF que deveria, já que o governador não tem coragem de demiti-los, pedir demissão e pedir desculpas à população do DF pelas pessoas que estão morrendo por falta de atendimento por falta de comprar o que esta faltando”, disse. “E eu pergunto: Onde está o Ministério Público que não faz absolutamente nada”, finalizou.

 

Confira a lista de exames que foram suspensos por falta de reagentes.

,TSH,  GLICOSE,  INSULINA, CREATININA, PARATORMÔNIO, UREIA, TESTOSTERONA,  TGO, LH, TGP, FSH,  COLESTEROL,  ESTRADIOL,  HDL- COLESTEROL,  PROLACTINA,  CÁLCIO,  PROGESTERONA, ÁCIDO URICO, FERRITINA, CPK, CITOMEGALOVIRUS, FERRO, TOXOPLASMOSE, GAMA GT, CA15.3, CLEARENCE –CLEATININA, ALFAFETOPROTEINA, CORTISOL,- IgE,  T 4 LIVRE,  ANTI-TIREOGLOBULINA       34 –  CULTURA EM GERAL, ATPO, TAP/TTPA,  GLICOHEMOGLOBINA

Confira a relação de medicamentos e os materiais que estão faltando:

Alcool 70%, luvas de procedimento, máscara cirúrgica,  Fralda geriátrica, . Seringas para insulina Fita para glicemia capila Benzilpenecilina, Brometo de escopolamina,  Dompiridona suspensão,  Enalapril. Isossorbida, Ivomectina, Prednisolona, Susfato ferroso, Cloridrato de Propafenona,  Mebendazol suspensão, Dexoclofeniramina, Aciclovir, Fluconazol Miconazol, Metranidazol comprido, Paracetamol comprido, Omeprazol, Metiformina, Glicazida,  Glibenclamida, Anlodipina, Furosemida, Hidroclorotiazida Metildopa, Sinvastatina, Propatilnitrato, Verapamil, Caverdiol 12, 5 mg, Levotirocina 50 mg, Celecoxibe Metopralol, Guaco xarope, Nelmicina,  Polivitaminico, Predinizona suspensão, Propafenona, Atenolol,  Hioscina, Cefalexina, Ciclobenzapina, Cinarizina, Cloreto de sódio nasal, Sais para reidratação oral Dipirona,  Ibuprofeno comprido e Loratadina xarope