Chico Vigilante defende orçamento destinado para Bienal do Livro de Brasília

O deputado Chico Vigilante defendeu a inclusão da Bienal do Livro de Brasília no calendário de eventos oficiais da cidade, com previsão orçamentária para as próximas edições.

“Eu espero que todos tenham a sensibilidade de colocar a Bienal do Livro no orçamento do Distrito Federal. Esse País só vai mudar quando pobres e cultura fizerem parte do orçamento”, afirmou o distrital.

Esta é a terceira edição da Bienal do Livro e da Leitura de Brasília e será realizada até o dia 30, no Estádio Mané Garrincha, com entrada franca.

A edição deste ano esteve muito próxima de não ser realizada. O deputado Chico Vigilante destinou recursos de emendas parlamentares para a realização do evento.

Chico Vigilante disse que almeja que haja orçamento para permitir livros de graça para a população. “Um povo que não lê, é fácil de ser manipulado”, afirmou em seu discurso.

Na próxima semana, a Bienal vai prestar homenagem ao escritor português Boaventura Santos. Na sexta-feira, a partir de proposição de Chico Vigilante, a Câmara Legislativa confere o título de Cidadão Honorário ao escritor português.

Assuntos Relacionados