Câmara Legislativa homenageará os 36 anos da greve dos vigilantes

Em outubro de 1979, um ato histórico dos vigilantes do Distrito Federal mudou a realidade da categoria em todo o país. Na próxima sexta-feira (16), às 15h, no Plenário da CLDF,  por iniciativa do deputado Chico Vigilante, a Câmara Legislativa irá homenagear o aniversário de 36 anos da deflagração da primeira greve dos vigilantes do DF.

Na época, o movimento grevista lutava pelo fornecimento dos uniformes, pelo seguro de vida, o auxílio-funeral, o ticket de alimentação e a implantação da jornada 12 por 36 horas.

Com apenas 25 anos de idade, na época, o maranhense Francisco Domingos dos Santos, que depois veio a adotar o nome de Chico Vigilante, despontou como o líder daquele importante movimento. Naquela greve, os vigilantes foram apoiados pela opinião pública, jornalistas, advogados, juristas e, principalmente, pela população de Brasília.

O deputado Chico Vigilante destaca a importância de se comemorar a data, pois, segundo ele, foi a partir daquele movimento paredista que a categoria iniciou as conquistas que se têm hoje.

“Em plena ditadura militar tivemos uma atitude corajosa, que abriu precedentes para que outras categorias viessem a fazer o mesmo. O resultado de toda aquela luta, com certeza, foi o reconhecimento que os vigilantes adquiriram. Entre eles, podemos destacar a conquista da jornada 12x36h, o não pagamento dos uniformes, o ticket alimentação, o seguro de vida, colete a prova de bala, plano de saúde, e uma série de outras conquistas que foram adquiridas nos anos posteriores”, pontuou Chico.

Após a greve, o nome Vigilante ganhou repercussão nacional quando, pela primeira vez na história do Brasil, um representante da categoria foi eleito para ocupar o cargo de deputado Federal. A luta pelos direitos da categoria se tornou diária, afim de garantir qualidade do trabalho e o combate à atuação de pessoas que agem de forma clandestina na área de vigilância.

Após todas estas lutas acima citadas e com muita determinação, a categoria ganhou respaldo e respeito da sociedade. Com o passar do tempo, os “vigias”, expressão pejorativa e preconceituosa, se transformaram em vigilantes, uma área cobiçada no mercado de trabalho.

Serviço:

Sessão Solene em Homenagem aos 36 anos da primeira greve dos Vigilantes

Sexta-feira, 16 de outubro, às 15h, no plenário da CLDF

Informações: 3348-8092

Confirme presença no evento do Facebook: https://www.facebook.com/events/1641386839475245/

Por Verônica Soarez / Assessoria