Brasília será sede de mega mobilização anti-golpe

As duas principais frentes de luta anti-golpe e em defesa da democracia, a Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo, se uniram para organizar uma grande marcha popular que sairá de diversos cantos do País rumo à Brasília no próximo dia 31 de março.
A marcha terá como plataformas centrais as lutas contra a Reforma da Previdência e em defesa da soberania energética, tendo em vista que algumas empresas do setor podem ser entregues à iniciativa privada. O movimento também critica o Proejto de Lei Complementar (PLC) 30, em tramitação no Congresso, que precariza as relações de trabalho no Brasil.
“Fora Cunha” Os movimentos envolvidos também pretendem se manifestar contra o atual presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Eles rechaçam a possibilidade levantada por setores da oposição de promover o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.
Segundo a secretária Nacional de Mobilização e Relações com os Movimentos Sociais da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Janeslei Albuquerque, as frentes pretendem colocar mais de 100 mil pessoas nas ruas da Capital Federal.
“Além de Brasília, nós iremos mobilizar manifestações em mais de 5 mil municípios brasileiros”, garantiu.
“Nossa pauta prioritária é uma profunda mudança na política econômica do governo, o “Fora Cunha” e contra o avanço da pauta conservadora que está na ordem do dia do Congresso Nacional”, finalizou.
Defensor do mandato  da presidenta Dilma, o deputado distrital Chico Vigilante (PT) destaca a importância dessas mobilizações para a democracia.

“É fundamental que em um momento de acirramento político e de avanço do conservador, nós estejamos nas ruas para garantir a preservação das históricas conquistas do povo brasileiro”, afirmou.

Por Marcos Paulo / Assessoria