Ainda sem pagamento, professores do DF ameaçam entrar em greve

A indicativa de greve dos professores do Distrito Federal foi o tema do comunicado de líderes do deputado Chico Vigilante, durante a Sessão ordinária da tarde dessa quinta-feira (19). Mais uma vez, o deputado subiu a tribuna para mostrar os dados  do Sistema Integrado de Gestão Governamental (SIGGO), que faz o acompanhamento orçamentário e financeiro do Governo Do Distrito Federal.

Segundo o deputado, apesar do governador Rodrigo Rollemberg divulgar que o caixa do GDF está com um rombo de seis bilhões de reais,   na quarta-feira (18), os dados do Sistema mostrava que o GDF tinha em caixa o valor de R$ 1,8 bilhões. “Esse valor daria para pagar as férias e o décimo terceiro dos atrasados. Ele disse que existe esse rombo, mas até hoje não comprovou se esse rombo existe”, desfiou.

 

Chico lembrou que existem outros estados com a situação financeira bem pior do que o Distrito Federal. “Por exemplo, o caso do Paraná, estado administrado pelo PSDB, que está uma verdadeira guerra dos servidores contra o governo”, enfatizou. “O governo de lá teve a ousadia de mexer no fundo previdenciário dos servidores e também queria parcelar o pagamento dos professores, como o Rollemberg quer fazer aqui. Lá, os professores se revoltaram contra esse absurdo”, completou.

Como base para sua afirmações, Chico Vigilante citou a matéria do jornal Folha de São Paulo, que mostrou os 17 estados brasileiros que estão com dificuldade financeira. “Na matéria, o DF não foi citado. A verdade é que o eu tenho dito aqui, deste que o governador Rodrigo Rollemberg disse que tinha encontrado caixa do GDF com 64 mil reais, eu provei aqui que era mentira dele.  Apenas no dia seis de janeiro  havia um bilhão e seis milhões de reais no Caixa do GDF. De lá para cá,esse número só se amplia”, destacou.

 

Chico vigilante finalizou a sua fala, dizendo que se os professores entrarem em greve, a culpa será exclusiva do governador Rodrigo Rollemberg. “O governo não paga porque não quer. Não adianta vir dizer que a greve será decretada porque os dirigentes do Sindicato são petistas. O Sindicato não tem Partido”, pontuou. “Desde 1979 o Sindicato dos professores do DF  faze  greve e ele, os professores, não olham quem está no governo, mas sim as necessidades dos trabalhadores. Não adianta dizer que é o PT  que está fomentando a greve, porque não é. O PT vai apoiar como sempre apoiou qualquer trabalhador que está na luta. Esse será uma responsabilidade do governo, porque não honrou um compromisso que é dele”, finalizou.

Assuntos Relacionados