Deputado destaca luta histórica dos trabalhadores para conquistar o 13o salário

Hoje é o dia em que empresas e órgãos públicos, por lei, são obrigados a efetuar o pagamento da primeira parcela do 13º salário para os trabalhadores – principalmente os assalariados, que têm carteira assinada. Mas o deputado distrital Chico Vigilante (PT) explicou há pouco, por meio de suas redes sociais, que é  muito importante a população brasileira saber que o 13º não é uma benesse por participação, dada pelo governo ou pelas empresas. E sim, fruto de muita luta por parte da classe trabalhadora brasileira.  “Portanto você, trabalhador que está recebendo agora o seu 13º salário e que muitas vezes fica falando mal do sindicato, da política e da esquerda, saiba que só está recebendo, porque os trabalhadores da esquerda foram à luta e conquistaram isso numa gigantesca greve realizada em todo o Brasil”, destacou o parlamentar. Veja, abaixo, a mensagem completa de Chico Vigilante sobre esta data e sobre a luta dos trabalhadores brasileiros pela conquista do 13o salário:

 

13º salário só existe por causa de luta árdua dos trabalhadores brasileiros

 

Hoje é o dia, pela lei, de pagamento da primeira parcela do 13º salário para os trabalhadores assalariados, que têm carteira assinada e direito a este dinheiro. É muito importante que se diga que o 13º não é uma benesse por participação, dada pelo governo ou pelas empresas, mas fruto de muita luta da classe trabalhadora brasileira. Passou pelas primeiras greves sobre o tema realizadas em 1922 e pela greve de 1962.

Em 1922 foram realizadas as primeiras greves pelo direito ao 13º salário. Quando chegamos em 1962, 15 dias depois de o Brasil conquistar o bicampeonato na Copa do Mundo, os trabalhadores organizaram uma greve política para dar resposta à pressão violenta feita pelos conservadores, que eram os bolsonaristas de hoje, em cima do presidente João Goulart.

Essa pressão fez com que o 1º ministro Trancredo Neves, que tinha acertado com os trabalhadores a concessão do 13º, fosse demitido. João Goulart indicou então Santiago Dantas, que também apoiava o 13º, para suceder Tancredo, mas o Congresso não aceitou a indicação. No final, foi nomeado 1º ministro Alvaro de Moura Andrade, que não queria o 13º salário.

Foi aí que os trabalhadores imediatamente iniciaram uma greve geral que resultou na conquista do 13º salário. Obrigaram o Congresso a aprovar a proposta e já tinham o compromisso do presidente João Goulart de sancionar a lei. Portanto você, trabalhador que está recebendo agora o seu 13º salário e que muitas vezes fica falando mal do sindicato, da política e da esquerda, saiba que só está recebendo seu 13o, porque os trabalhadores da esquerda foram à luta e conquistaram isso numa gigantesca greve realizada em todo o Brasil.

Qualquer conquista para o trabalhador é sempre resultado de muita luta. Tenho muito orgulho das lutas que travamos e que a gente trava todos os dias. Parabéns àqueles trabalhadores que desde 1922 lutavam e parabéns aos que concretizaram esse sonho em 1962.

 

Chico Vigilante